O museu das almas do purgatório

Ao contrário do que prega a heresia espírita, que é 100% incompatível com o Cristianismo, as almas não ficam vagando por ai. Uma vez que a pessoa morreu, acontece de forma imediata o seu juízo particular, onde o sujeito vai para o Céu, Inferno ou Purgatório.

Esse vídeo (traduzido do original “Messages from Purgatory – EWTN Vaticano, disponível aqui: https://goo.gl/jCtMKX) nos apresenta o Museu do Purgatório, que se encontra dentro da igreja do Sagrado Coração do Sufrágio, em Roma.

Deus pode permitir que uma alma do purgatório apareça pedindo orações pelo sufrágio de sua alma. Mas, por que uma alma pediria socorro? Ao responder se a pena do purgatório excede todas as penas temporais desta vida, Santo Tomás de Aquino ensina na Summa Theologica que:

“Duas espécies de pena haverá no purgatório: a do dano, que retarda a visão divina; e a do sentido, que pune pelo fogo material. E tanto uma como outra, embora mínima, excede as penas máximas desta vida.”

Busque a santidade, pois assim você não irá para o purgatório, e reze diariamente pelas almas que lá estão.

 

Anúncios

A felicidade de uma família católica numerosa

Esse vídeo, traduzido do original “Learn About Catholicism – Have a Little Faith with Zach Anner”, disponível aqui: https://goo.gl/3B4C51) apesar de não ter sido produzido por católicos – pois o conteúdo do canal não é nada católico, por sinal – apresenta uma bela entrevista com uma católica, convertida do protestantismo e que tem um belíssimo testemunho de fidelidade à Igreja. Blythe tem 31 anos, já é mãe de cinco filhos e faz homeschooling.

Ao mesmo tempo que é engraçado, o vídeo também testemunha a felicidade de uma família católica que confia em Deus e se abre totalmente a vida. Note que o entrevistado não é católico e não conhece a fé, por isso algumas perguntas são bastante simples.

Tim Staples: Fui tentar refutar a Igreja Católica e acabei me convertendo

Enquanto alguns católicos se convertem ao protestantismo sem nunca terem estudado absolutamente nada da doutrina da Igreja, muitos protestantes se convertem à fé Católica através de longos anos de muito estudo.

Tim Staples é mais um famoso apologista norte-americano que se converteu à Igreja Católica. Como boa parte dos protestantes, ele conhecia apenas um espantalho da Igreja. Ao estudar a verdadeira doutrina católica, ele acabou se rendendo e abraçando a verdade. Nesse vídeo, cujo o original você pode ver aqui https://goo.gl/SQWf9L, ele conta resumidamente como aconteceu sua conversão.

 

The vortex – O nosso referencial de masculinidade deve ser Jesus Cristo

“Cristo é modelo de homem dedicado ao trabalho (Mt 8,20); de homem forte ao resistir às tentações (Mt 4,1-11) e ao lutar até a morte por sua missão (Jo 19,28-30); de homem corajoso que enfrenta os poderosos e as ideias mentirosas que escravizam as pessoas (Mt 23,13-38) e surpreende ao amar seus inimigos (Lc 23,34); de líder com lealdade, que se doa aos seus amigos (Jo 15,15) e ama os seus até o fim (Jo 13,1); de esposo fiel e homem casto, que, unindo-se a sua esposa – a Igreja – e os dois se tornando uma só carne, é capaz de dar a vida por ela (Ef 5,25-32); de pai eterno (Is 9,5) e protetor, que vive sua paternidade espiritual com os filhos da Igreja; de mestre, que ensina com a palavra e com o exemplo (Jo 13,13-15). Ele não usa meias palavras (Mt 5,37) e tem firmeza e autoridade no que diz (Mc 1,22), mantendo sua palavra até diante da ameaça de morte (Mt 26,62-66) – ou seja, tem palavra de homem! Faz tudo isso com imensa caridade e, sendo manso e humilde de coração, se compadece das misérias do outro (Mt 12,28-30). O mais belo dos filhos dos homens (Sl 45, 3) ou, melhor ainda, o novo Adão (Rm 5,12-19) é o modelo perfeito de como ser homem. Com Ele aprenderam os grandes homens santos que já passaram por este mundo e que deixaram um legado, uma marca. Com Ele aprenderemos nós a sermos homens de verdade!” [1]

Acesse a fonte do Texto:

[1] QUAIS SÃO SEUS REFERENCIAIS DE MASCULINIDADE?http://www.homemcatolico.com.br/quais-sao-seus-referenciais-de-masculinidade/

The Vortex – O Islã não é uma religião

Basta um muçulmano jogar um caminhão em pedestres, cortar algumas gargantas ou explodir pessoas, que rapidamente a esquerda em geral, formada por jornalistas, artistas, políticos, professores e etc, entra em cena minimizando a situação. Ao invés de dar o “nome aos bois” e dizer que se trata de mais um caso de terrorismo islâmico, eles acusam aqueles que exigem uma atitude diante desse caos de “islamofobicos”. Essa postura hipócrita, facilmente identificada, tem um objetivo claro: destruir a Igreja Católica e a civilização construída por ela. Descubra o porquê da esquerda abraçar o Islamismo, que objetivamente falando não é uma religião, assistindo a esse episódio “The vortex”, traduzido do original “Islam is not a religion” (disponível aqui: https://goo.gl/dsif4n) e saiba mais.

Patrick Madrid: Contradições da Sola Scriptura

Muitos comemoram hoje (31/10/2017) o triste dia em que Lutero deu início a revolução protestante, que dividiu o Cristianismo e lançou milhares de almas no erro. Os danos são incalculáveis… Imagine, por exemplo, a quantidade de pessoas que enfrentam a hora da morte nesse momento e que, após terem vivido uma vida inteira afastadas da Igreja Católica, ainda não terão acesso aos sacramentos… Isso é muito triste e, por isso, pedimos que você intensifique as orações no dia de hoje pela conversão dos protestantes, pedindo a Deus, através da intercessão da Santíssima Virgem Maria, que muitos deles enxerguem o erro e voltem para a Igreja de Cristo.

O erro mais gritante do protestantismo surge da ideia de que a bíblia, em si mesma, é auto suficiente no que diz respeito as questões relacionadas a doutrina e prática cristã. Essa mentalidade, que surgiu somente na época da revolução protestante, diz que tudo precisa ser provado através da bíblia.

Porém, se alguém disser que só acredita nos ensinamentos que estão na bíblia, para que essa declaração seja consistente e coerente, ela em si mesma precisa ser demostrada e ensinada pelas próprias páginas da bíblia. O problema é que essa doutrina que “sustenta” basicamente todo o protestantismo, chamada de “Sola Scriptura”, não é ensinada explícita ou implicitamente em NENHUM lugar da bíblia. Sim, a bíblia não ensina isso em nenhum lugar!

Patrick Madrid, famoso apologista católico dos EUA, apresenta mais alguns argumentos contrários a essa doutrina e ensina o modo correto de agir diante dessa armadilha protestante, que infelizmente engana muitas pessoas.

“A fé católica está baseada na Bíblia, é lógico! Contudo, apoia-se também na tradição e no magistério dirigido de modo infalível pela cátedra de Pedro. A tradição consiste em tudo o que a Igreja viveu e aprendeu sob a luz do Espírito Santo nesses dois mil anos de vida. O sagrado magistério é todo imprescindível ensinamento acumulado durante os séculos e oficializado pelo Papa. A tradição e o magistério da Igreja garantem a interpretação autêntica da revelação bíblica e constituem a fonte da riquíssima vida litúrgica da Igreja, através da qual prestamos ao Senhor toda a honra, glória e louvor.” [1]

Para mais vídeos, acesse: https://otradutorcatolico.wordpress.com/

Fonte do texto:

[1] https://goo.gl/Xm2KoT
[2] Vídeo traduzido do original “Patrick Madrid: Sola Scriptura” Disponível aqui https://goo.gl/f3XhrL

Maria na bíblia: aprenda a defendê-la em apenas 11 minutos

Vídeo traduzido do original: True faith TV: The Truth About Mary and Scripture: MUST SEE!”. Se encontra aqui: https://www.youtube.com/watch?v=kUdYeYy3NQA

Através desse vídeo você será capaz de defender a Santíssima Virgem Maria diante de QUALQUER pessoa. Em 11 minutos ficará provado que:

Maria é a nova Eva;
Maria é a nova Arca da Aliança;
Maria é mãe do Rei e, consequentemente, nossa Rainha;
Maria é nossa advogada e intercessora;
Maria é Mãe dos discípulos de Cristo;
Maria é concebida sem pecado original;
Maria é assunta ao céu;

Para um melhor entendimento do vídeo, já que existem muitas citações, é ideal que você faça o seguinte:

– Pegue a bíblia;
– Pegue uma caneta;
– PAUSE o vídeo em algumas partes;
– Sublinhe todas as passagens aqui citadas;

Salve Maria Santíssima!

Encontre mais vídeos sobre a correta interpretação da bíblia aqui:

https://otradutorcatolico.wordpress.com/

 

Fulton Sheen – Incompatibilidades entre homem e mulher

A convivência entre homem e mulher é repleta de incompatibilidades, e é exatamente esse o assunto do vídeo de hoje. O Venerável Arcebispo Fulton Sheen se dirige aos que já são casados, mas o vídeo é útil e muito recomendado a todos aqueles que possuem vocação matrimonial.

Ele responde qual a solução para as crises que ocorrem na vida de um casal, citando exemplos de pessoas que tiveram suas vidas mudadas pelo cônjuge, como é o caso do famoso escritor inglês G.K. Chesterton, que abandonou o agnosticismo graças a influência de sua esposa Frances, e também do médico Félix Leseur, conhecido líder do movimento anticlerical e ateísta francês, que mais tarde se converteu a padre dominicano, devido ao sacrifício de sua falecida esposa Elisabeth.

Esse vídeo, produzido em 1969, é recomendado aos que passam por dificuldades no matrimônio ou que vivem um namoro/noivado e acham que nunca passarão por nenhuma crise na vida. Talvez você faça parte do grupo otimista ou do pessimista. Fulton Sheen nos apresenta o grupo seleto daqueles que querem caminhar, em meio as dificuldades, por meio da estrada que conduz a contemplação eterna do Amor perfeito, que é Deus.

Jesus e as raízes judaicas da eucaristia

Vídeo traduzido do original “Dr. Brant Pitre, Jesus & the Jewish Roots of the Eucharist” Disponível aqui: https://goo.gl/pcWq8b

Conforme vemos em Levítico 17, 14, os judeus no Antigo Testamento eram absolutamente proibidos de beber sangue. Tendo em vista isso, como a primeira geração de cristãos, que eram todos cristãos judeus, passaram a crer tão rapidamente na presença real de Cristo na eucaristia? Como, por exemplo, São Paulo, São Pedro, São Tiago, São João e a Bem-Aventurada Virgem Maria começaram a comer e beber o Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Cristo? O próprio São Paulo escreve: “Porventura o cálice de bênção, que abençoamos, não é a comunhão do sangue de Cristo? O pão que partimos não é porventura a comunhão do corpo de Cristo? (1 Coríntios 10, 16).

Sangue era considerado uma abominação, um tabu entre os judeus, daí vemos São Paulo, um mestre da lei dizendo isso como se fosse um hábito comum? O que aconteceu com esses judeus?

Nesse vídeo chamado “Jesus e as raízes judaicas da eucaristia”, O Dr. Brant Pitre nos ensina detalhadamente como isso aconteceu, explicando a relação da Eucaristia com:

1) A Páscoa Judaica;
2) As crenças judaicas sobre o Maná dos céus;
3) O misterioso Pão da presença judaico, que os judeus mantinham no Tabernáculo de Moisés e depois no Templo de Salomão;

Se você tem o interesse de aumentar sua fé na presença real de Nosso Senhor Jesus Cristo na eucaristia, esse vídeo é pra você!

 

Jason Evert – Uma católica pode usar biquíni?

Vídeo traduzido do original “Jason Evert – Should Christian women wear bikinis?” Disponível aqui: https://goo.gl/7Uanne

Apenas citando um estudo científico da Universidade de Princeton, que explica o comportamento do cérebro dos homens, Jason Evert responde se convém para uma moça católica o uso de biquínis. “Eu penso que quando uma moça cobre o corpo, ela está revelando mais dela pra gente, porque está nos mostrando que ela é muito mais do que um corpo.” (Jason Evert)

Para reforçar ainda mais o que é dito no vídeo:

(…) segue-se, pois, que às mulheres é lícito vestir-se e enfeitar-se com o fito de aumentar a própria beleza, desde que se evite todo escândalo e não se pretenda nenhum fim desonesto. A dificuldade a este respeito, porém, deve-se tanto ao fato de a aparência feminina provocar mais facilmente a lascívia no homem do que o contrário quanto à peculiar tendência que as mulheres têm para o uso desordenado da própria beleza e, por conseguinte, de tudo o que a possa manifestar ou acentuar. Por isto, sempre se discutiu em que circunstâncias podem as mulheres ornar-se a fim de agradar os homens. Apesar de certos rigorismos, a posição de muitos teólogos é a de que, embora possam, sim, enfeitar-se, apenas à mulher casada é lícito vestir-se de modo a seduzir ou agradar seu marido. Portanto, é contrário não só à reta razão, mas também à caridade usar qualquer tipo de vestido ou adereço que induza alguém a pecar contra a castidade. [1]

Fonte do texto

[1] https://padrepauloricardo.org/episodios/modestia-como-as-mulheres-devem-se-portar-parte-1